9 LIÇÕES DE WARREN BUFFETT – VOCÊ PODE APLICÁ-LAS PARA TER SUCESSO NA SUA VIDA PROFISSIONAL E PESSOAL!

 

 

Se tem uma coisa que Warren Buffett (o terceiro homem mais rico do mundo segundo a Forbes)  sabe fazer muito bem é investir para ganhar dinheiro ! Popularmente conhecido como o Oráculo de Omaha, ele é adepto de compartilhar seus conhecimentos e orientar, a quem queira seguir seus passos.

Abaixo você encontrará 9 das grandes dicas de investimento de Warren que permitirá você ampliar seu perfil de investidor.

  1. Invista primeiramente em você mesmo antes de qualquer outra coisa !

“Investir em si mesmo é a melhor coisa que você pode fazer – ou seja, em qualquer coisa que venha a aprimorar seus próprios talentos”, disse Buffett ao Good Morning America. Este é um excelente conselho, seja através de mais estudos or mesmo de treinamentos que venham a aprimorar uma habilidade que você já tenha ou mesmo aprender uma nova habilidade.

  1. Mude seus maus hábitos o mais rápido possível !

Segundo Buffet, hábitos podem levá-lo ao sucesso ou a falência, “Eu vejo, muitas vezes, pessoas com padrões de comportamento auto-destrutivo”, diz ele. “E eles estão aprisionados neles.”

O caminho diz ele, é sair da armadilha de um mau hábito antes que ele o aprisione e o domine, esta foi a razão pela qual ele aconselhou os estudantes de graduação na Universidade da Flórida para cultivar bons hábitos o mais rápido possível. “Você pode se livrar dos maus hábitos muito mais fácil na sua idade do que na minha idade, porque a maioria dos comportamentos são resultados de nossos hábitos”, disse Warren aos graduados. “As correntes dos hábitos são leves demais para serem sentidas até que se tornam pesadas demais para serem quebradas.”

Por mais que seja mais difícil livrar-se de um hábito com o passar da idade, ainda sim é possível. E como fazer isso? Identifique este hábito que o impede de prosperar, e faça pequenas mudanças, pouco a pouco, de maneira constante até que esta sua nova atitude se torne um novo hábito em substituição ao antigo.

  1. Conheça os seus pontos fortes e seus pontos fracos.

Use esse conhecimento para capitalizar sobre as coisas que você faz bem, tornando-se um expert e evite os riscos de focar todos os seus esforços nos seus pontos fracos e assim tornar-se apenas mediano. Warren aconselha. “Você não tem que ser um especialista em tudo, mas deve saber o perímetro, sua área, seu círculo onde você é muito bom e ficar dentro dele, isso é muito importante,” ele disse.

  1. Nunca arrisque algo que você precisa para obter algo que você não precisa.

Não é que tomar riscos é errado, pelo contrário, mas você deve tomá-los pelas razões certas, Buffett explicou aos graduandos da Universidade da Flórida. Ele acrescentou que viu muitas empresas e indivíduos assumirem grandes riscos por ganância, quando deveriam ter análisados criteriosamente as consequências.

“Você arriscar algo que é importante para você por algo que não é importante para você, simplesmente não faz sentido”, disse ele. “Eu não me importo se as probabilidades a ter sucesso são 99 a 1 ou 1.000 para 1.” Acrescenta.

  1. Encontre um trabalho que você ame.

“Você realmente deve ter um trabalho que, mesmo que você fosse rico e independente, seria o trabalho que você gostaria de realizar”, disse Buffett. “Você sempre aprenderá alguma coisa, você sempre estará motivado, e você vai querer sair da cama toda manhã” Encontrar um trabalho que você ama é um investimento muito melhor do que fazer algo somente porque paga bem ou porque ele ficaria bonito no seu currículo”, acrescentou.

  1. Tenha sempre ao seu lado pessoas que você admira.

Buffett tem falado muitas vezes sobre a importância de você ter um mentor e do papel chave que o seu próprio mentor, o professor da Universidade de Columbia Benjamin Graham, tem desempenhado em sua vida. Mas, adicionalmente a este papel ele aconselha fortemente que as pessoas passem mais tempo com pessoas, cujas qualidades, são admiradas. “Contratar pessoas com comportamentos e atitudes melhores do que a sua, vai fazer com que você também caminhe nessa direção”.

  1. Supere os seus medos.

Não deixe o medo impedi-lo de fazer as coisas que você quer, especialmente as coisas que você sabe que você deve e tem que fazer para ser uma pessoa bem sucedida, aconselha Warren Buffett. Na verdade, ele mesmo já passou por isso – no passado Buffet tinha  muito medo de falar em público, identificando que o medo era seu ponto fraco, ele decidiu fazer um curso do Dale Carnegie para melhorar esta habilidade. Warren é hoje um dos oradores mais procurados e frequentemente referenciado no mundo. Você não precisa ir tão longe quanto ele , mas se há coisas que você tem medo de fazer, ou que você sabe que são os seus pontos fracos, faça o que você deve ser feito para melhorar e superar os medos que estão bloqueando o seu caminho.

  1. O seu tempo é um recurso extremamente precioso. Use-o adequadamente e com sabedoria.

Bill Gates escreveu uma vez ser extremamente cuidadoso em como utiliza seu tempo, foi uma importante lição que ele aprendeu com Buffett. “Há apenas 24 horas no dia de cada um de nós. Warren tem uma grande noção disso. Ele não deixa o seu calendário ser preenchido com reuniões inúteis.” Mesmo que você não é um multimilionário, você também não deveria permitir gastar seu tempo com o que não lhe traz valor.

  1. Nunca ignore uma grande oportunidade.

Embora grande parte de seus conselhos orbita em torno do lado conservador e cauteloso, Buffett é um grande entusiasta em agarrar as oportunidades com as duas mãos, quando identifica grandes oportunidades a sua frente. “As grandes oportunidades na vida tem que ser aproveitadas”, disse ele em um discurso de formatura na Georgia State University. “Nós não fazemos muitas coisas, mas quando temos a oportunidade de fazer algo que é certo e grande, temos que fazê-lo ! E, devemos fazer para valer, com todas nossas forças, pois não haverá outras 100 oportunidades esperando por nós!”

Acredito que este texto trará a você uma nova perspectiva de como abordar seu trabalho, carreira e principalmente, como consequência, ajudará a causar um impacto positivo em sua vida !  



COMMODITIES |  BIG DATA E INTELIGÊNCIA DE MERCADO A FAVOR DE COMPRAS

O acompanhamento das commodities através da evolução de custos dos seus produtos é uma forma sistemática e financeira de acompanhar uma carteira de compras.

Identificar riscos e impactos totais é uma questão crucial para antecipar ações de Compras e Financeiras (Hedge). A visibilidade das tendências possibilita estratégias robustas e preparação avançada para os desafios imposto pelo mercado.

 


Se você não conhece as commodities que regem o produto que você compra, você não tem estratégia.


Este assunto de commodities é tão sério, mas tão sério que para um comprador que não conhece as principais commodities que regem seus produtos é bem possível que não haja estratégia e a empresa esta em risco, tanto não tento os melhores resultados como receber notícias não evidenciadas de forma desapercebida. (veja METAS EM COMPRAS)

Commodities como:

  • Aço
  • Petróleo e derivados
  • Cobre
  • Alumínio
  • Prata
  • Açucar
  • Milho
  • Café

Os preços destas commodities são direcionadas pelo mercado, é o jogo de oferta vs. demanda que regulariza os preços (ponto de equilíbrio). Um comprador tem a obrigação de identificar, entender e incorporar o impacto das commodities no dia a dia da sua carteira.

Uma empresa precisa de previsibilidade e, construções de estratégias robustas para mitigar ou flexibilizar os impactos das commodities é uma atividade que deveria ser dada extrema atenção no dia a dia da área de compras.

commodities

Fonte Imagem: casinopounds.co.uk

COST BREAK DOWN | DOMINE INTERNAMENTE SEUS PRODUTOS COMPRADOS

A primeira ação é identificar as commodities que compõe um determinado produto, deste um parafuso até um sistema complexo é necessário identificar os drivers que podem impactar tanto negativamente como positivamente tal produto. Significa:

  • Se as commodities que regem os produtos sofrerem QUEDA é obrigação do comprador renegociar melhores preços
  • Se as commodities que regem os produtos sofrerem ALTA é importante entender e negociar os valores mais justos possíveis, além de ter estratégias de contingência que mitigam impactos relevantes.

No caso  de um produto “BLACKBOX” é possível fazer um TearDown. 

Teardown nada mais é que desmontar item a item do produto BLACKBOX e classificar de forma ordenada cada commodity que o compõe e, as tecnologias empregadas.

Alguns exemplos:

Na INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

  • O pneu é derivado da commodity BORRACHA
  • O lataria é derivada da commodity AÇO
  • O painel interno é derivado da commodity POLIPROPILENO

Na INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

  • O frango é derivado da commodity MILHO
  • O refrigerante é derivado da commodity AÇUCAR
  • O pão o é derivado da commodity TRIGO

Na CONSTRUÇÃO CIVIL

  • A estrutura metálica é derivada da commodity AÇO
  • O piso laminado é derivado da commodity MADEIRA
  • As esquadrias de alumínio são derivadas da commodity ALUMÍNIO

É possível considerar a principal commodity ou considerar um cost breakdown com diversas commodities, isso dependerá do nível de precisão que você busca na sua carteira e a complexidade que você consegue gerenciar.

Outros exemplos, agora com mais complexidade e commodities:

Na INDÚSTRIA AUTOMOBILISTICA

  • Alternador
    • Cobre
    • Gusa
    • Aço

Na INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

  • Pizza Congelada
    • Leite
    • Trigo
    • Tomate

Na CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Interruptor Elétrico
    • Plásticos
    • Cobre
    • Aço

O detalhamento dos produtos deixa sua análise mais precisa e aplicável, porém gera complexidade operacional.

Trabalhe com mais detalhamento em produtos que representam uma fatia importante do seu SPEND e, com mais simplificação nos itens com menor SPEND. A idéia de acompanhar as commodities não é precisão e acuracidade, mas direcionamento e antecipação estratégica (veja KRALJIC).

Colocar inteligência na evolução de custos possibilita:

  • Tomada de decisões mais assertivas
  • Estratégias muito mais robustas e proativas

PONTO DE EQUILÍBRIO | QUAL SERÁ O PREÇOS DO SEU PRODUTO AMANHÃ?

Qual será o preço do seu produto amanhã é a pergunta de U$1.000.000, os preços futuros de compras são incertos e dependem de muitas variáveis, muitas tendências, dinâmicas de mercado e da atuação do comprador e negociador (veja BATNA), um bom comprador entende as tendências e, se prepara para mitigá-las com competitividade (veja KRALJIC) ou com alavancagem (veja TEORIA DOS JOGOS).

Um comprador precisa estar sempre a frente das tendências de mercado, por isso entender conceitos que podem mexer no ponto de equilíbrio das suas commodities é crucial. De nada adianta uma estratégia sem ações proativas que possibilitem aproveitar ao máximo uma BAIXA de commodities, assim como para mitigar ao máximo uma ALTA de commodities.


E reatividade na construção de uma estratégia é danosa e, prejuízos certo acontecerão, esteja à frente.


O ponto de equilíbrio:

  • É a relação entre oferta vs. demanda,
  • É a relação entre capacidade instalada vs. demanda de mercado.

Quanto maior for a demanda por um produto e menor a oferta, e fato que o preço irá AUMENTAR, é o mercado buscando equilíbrio.

Exemplo em apartamentos na praia:

  • No inverno tem pouca demanda, então os preço BAIXAM
  • No verão a demanda alta, então os preços AUMENTAM

Como a disponibilidade de apartamentos (capacidade) é a mesma, o mercado trabalha com o PREÇO para equilibra demanda e ter maiores ganhos ou recuperar perdas na BAIXA.

commodities

Fonte Imagem: wisegeek.com

VIDEO | OFERTA E DEMANDA

Entender Oferta vs. Demanda das commodities dos seus produtos é algo bastante sério. É importante que um comprador estratégico tenha consciência dos movimentos de mercado que impactarão sua carteira.

Para isso é importante sempre fazer-se perguntas básicas como estas abaixo:

  • Se o demanda de petróleo CAIR, como isso afeta minha carteira?
  • Se o consumo (demanda) na China CAIR, como isso afeta minha carteira?
  • Se o frete marítimo REDUZIR capacidade (oferta), como isso afeta minha carteira?
  • Se grande fundições de aço FECHAREM (oferta), como isso afeta minha carteira?

Veja este vídeo fantástico da Bloomberg, nele é possível entender uma tendência possível do mercado automotivo e, o impacto na commodity de petróleo. Eu te pergunto, se isso realmente acontecer, qual o impacto na sua carteira de compras?

COMPOSITE INDEX | EQUACIOANDO SUA CARTEIRA PARA AVALIAR IMPACTO DAS COMMODITIES

Composite index é um agrupamento índices combinados de forma padronizada, proporcionando uma medida estatística útil e única de desempenho da carteira de compras.

Em geral, composite index contempla os diversos drivers de um determinado produtos e, seus efeitos em um único índice, também é possível, consolidar um índice para diversas carteira, para uma categoria, para uma empresa.

A vantagem do composite index é a possibilidade de antecipar a pressão de mercado (veja METAS) e, definir ações consistentes de mitigação ou antecipação.

Por exemplo, um motor de carro tem as seguintes commodities:

  • Aço
  • Ferro Fundido
  • Alumínio
  • Óleo
  • Plástico
  • Mão de Obra

O % médio de participação cada uma destas categorias, por exemplo:

  • Aço = 22%
  • Ferro Fundido = 14%
  • Alumínio = 6%
  • Óleo = 2%
  • Plástico = 3%
  • Mão de Obra = 34%
  • Outros (Margem, depreciação) = 19%

O resultado entre a relação do % de participação vs. o impacto das commodities é o seu composite:

  • Aço = 22% x driver aço
  • Ferro Fundido = 14% x driver pig iron
  • Alumínio = 6% x driver alumínio
  • Óleo = 2% x driver óleo
  • Plástico = 3% x driver resina
  • Mão de Obra = 34% x driver inflacão
  • Outros (Margem, depreciação) = 19% (sem impacto por driver de mercado)

Hipoteticamente, para chegarmos a um resultado de composite index consideraremos:

  • Driver aço = -2%
  • Driver pig iron = -3,5%
  • Driver alumínio = -11%
  • Driver óleo = -4,5%
  • Driver resina = -1%
  • Driver inflacão = +7%

Neste caso temos as seguintes equações:

  • Aço = 22% x -2% = -0,4%
  • Ferro Fundido = 14% x -3,5% = -0,5%
  • Alumínio = 6% x -11% = -0,7%
  • Óleo = 2% x -4,5% = –0,1%
  • Plástico = 3% x -1% = 0%
  • Mão de Obra = 34% x +7% = +2,4%

O Motor nesta caso sofre uma pressão de mercado, e tem um composite index = +0,7%

Sabendo que tem +0,7% de composite index, é válido pergunta:

  • Qual seria sua estratégia neste contexto?
  • Qual o risco e potencial para mitigar o impacto do mercado?
  • Qual o nível de competitividade que possibilite alavancar-se com fornecedores?

HEDGE | RISCO E OPORTUNIDADE DE GERENCIAR E CONTROLAR AS COMMODITIES

Além de estratégias de compras, a empresa pode seguir políticas e estratégias econômicas para ter mais estabilidade em algumas carteiras. O HEDGE é uma destas ferramentas financeiras.

VIDEO | ENTENDA COMO FUNCIONA UM FUNDO DE HEDGE

HEDGE E MERCADO FUTURO

Muitas empresas e grandes investidores usam o mercado de opções para fazer HEDGE. É uma forma de garantir suas aplicações e protegê-las de eventuais volatilidades exageradas.

As empresas não podem abrir mão de seus objetivos principais, nem especular com aquilo que não está ligado diretamente aos seus fatores de produção e produtos. O HEDGE deve ser usado para estabilizar commodities ou mesmo câmbio para eventuais picos, principalmente se a empresa tem reserva de fluxo de caixa, porém o HEDGE mas não pode de forma alguma ser base de alavancagem de resultado.

Se uma empresa sai de sua atividade CORE para especular no mercado futuro, o acionista se desinteressa e a empresa fica com sua reputação abalada perante o mercado.

ALGUNS WEBSITES PARA ACOMPANHAMENTO DAS COMMODITIES

LME | LONDON METAL EXCHANGE

lme

Link: LME

IHS | CMAI

commodities

 

Link: IHS

SBB

commodities

Link: SBB

CRU

commodities

Link: CRU

ICIS

commodities

Link: ICIS

RISI

commodities

Link: RISI

BM&F BOVESPA

commodities

Link: BM&F BOVESPA

YAHOO FINANCE

commodities

Link: YAHOO FINANCE

ADVFN

commodities

Link: ADVFN

INVESTING.COM

commodities

Link: BR INVESTING

COST DRIVERS

commodities

Link: COST DRIVERS


RESUMO COMMODTITIES

  1. Identifique as principais commodities que você compra (COST BREAKDOWN)
  2. Avalie os mercados que negociam estas commodities e busque consultoria especializadas
  3. Controle e acompanhe as evoluções das commodities (BIG DATA)
  4. Incorpore o acompanhamento das commodities a sua estratégia de compras (METAS)
  5. Torne-se um comprador estratégico entendendo e acompanhando tendências proativamente