INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EM COMPRAS | AUTO-CONTROLE E ANALISANDO SEU FORNECEDOR

Inteligência Emocional é um pilar importante a ser trabalhado por um bom negociador. Muitos profissionais dedicam tempo para a construção da estratégia, construção das alavancas, desenvolvimento de novas opções e esquece de trabalhar a si mesmo, perdendo oportunidades ainda maiores por transparecer ansiedade, medo ou indiferença. Também perdem oportunidades por manter postura negativa ou positiva, quando a mensagem deve ser diferente.

Afinal:

  • que tipo de negociador é você?
  • Você sabe o que te tira do sério?

Para desenvolver a inteligência emocional é preciso ter consciência dos seus sentimentos e, dominá-los de maneira assertiva para que em uma mesa de negociação você consiga focar no que realmente é importante.

Manter o foco, manter o controle emocional em um mesa de negociação é algo extremamente difícil. Ainda mais quando existem riscos eminentes que podem impactar significativamente o seu resultado ou o resultado da sua empresa.

Imagine você negociando uma não parada de linha?

Você, como um representante de compras precisa ter sangue frio para pensar nas melhores opções e tomar a melhor decisão de forma clara e racional. Além disso é preciso estar atento aos movimentos e comportamentos do fornecedor, pois tendo a habilidade de ler os comportamentos emocionais do fornecedor, você com certeza terá uma vantagem significativa na negociação.

 O QUE É INTELIGENCIA EMOCIONAL?

inteligencia emocional

Fonte: mysuccesslab.com

A inteligência emocional é a capacidade de administrar as emoções para alcançar seus objetivos. A partir desta definição, é possível entender por que as pessoas devem saber lidar com seus medos, inseguranças e insatisfações a favor do êxito das suas atividades.

A inteligência emocional está relacionada às habilidades como:

  • Motivação
  • Resiliência
  • Auto-Controle

Daniel Goleman, em seu livro, mapeia a Inteligência Emocional em cinco áreas de habilidades:

  • Auto-Conhecimento emocional
    • Capacidade de reconhecer um sentimento enquanto ele ocorre
  • Controle Emocional
    • Habilidade de lidar com seus próprios sentimentos, adequando-os para cada situação
  • Auto-Motivação
    • Capacidade de dirigir as emoções a serviço de um objetivo
  • Reconhecimento de emoções em outras pessoas
    • Habilidade de identificar as emoções em outras pessoas
  • Habilidade em relacionamentos inter-pessoais
    • Capacidade de se relacionar com pessoas de forma assertiva

Em um ambiente de negociação e, em um ambiente de compras é vantajoso ter estas capacidades, principalmente:

  • Controle Emocional
  • Reconhecimento de emoções em outras pessoas

Com estas duas habilidades bem trabalhadas você, como negociador, terá uma vantagem significativa na mesa de negociação.

DANIEL GOLEMAN

SpeakerPhotos_Goleman

Fonte: fantasticpixcool.com

Daniel Goleman é um escritor internacional, psicólogo e jornalista da ciência. Goleman recebeu o seu doutoramento em Harvard, onde também dava aulas.

Obras de Daniel Goleman:

  • Inteligência emocional (1986)
  • Trabalhar com inteligência emocional (2000)
  • Inteligência social: a nova ciência das relações humanas (2006)
  • Foco: o motor oculto da excelência (2014)
  • Uma Força para o Bem’ (2015)

NEGOCIADORES E SUAS INTELIGÊNCIAS EMOCIONAIS

Você é um negociador com inteligência emocional?

A inteligencia emocional possibilita mapear 3 tipos de negociadores, muito baseado nos seus comportamentos em negociação.

Não significa que um tipo de negociador seja mais hábil que o outro, pois todos podem ser igualmente hábeis. O importante é você identificar um padrão, manter seu auto-controle e analisar de forma sistemática as emoções dos fornecedores.

São os seguintes tipos de negociadores:

  • Negociador Racional
  • Negociador Positivo
  • Negociador Negativo

Você pode assumir a postura de um destes negociadores e, se seu fornecedor tiver a habilidade de ler suas emoções você deve tomar bastante cautela, para que um medo, uma frustação ou ansiedade não transpareça.

Também é possível vestir um personagem, buscar um perfil de negociador que se encaixe melhor com o contexto e momento da negociação, também buscando uma proximidade maior com o fornecedor, possibilitando melhores acordos.

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DE CADA TIPO DE NEGOCIADOR

NEGOCIADOR RACIONAL

3DElvrbQD__vGeVE5TUuxIoVupI

Fonte: brot2you.com

O negociador racional:

  • Não expressa as suas emoções
  • Consegue de forma hábil não expor sinais de fraqueza e ansiedade
  • Esconde de forma profissional emoções, o que se torna menos vulnerável

Por manter uma postura racional, muitas vezes não consegue conectar-se com o fornecedor, perdendo algumas vezes engajamento do fornecedor pela falta de empatia.

É um tipo de negociador que deixa o fornecedor sempre em posição de cautela, pois todos seus movimentos são friamente calculados. A conversa sempre buscando racionalidade, trás um ambiente mais justo, mas dificulta resultados por empatia e considerações de parceira.

NEGOCIADOR POSITIVO

a877463c8ff55d5dbd531826356d319c

Fonte: pinterest.com

O negociador positivo:

  • Se conecta rapidamente com o fornecedor, criando um ambiente favorável para fechamento da negociação.
  • Permite obter melhores resultados, pois a expressão de emoções positivas torna os indivíduos mais cooperativos, dispostos a partilhar mais informação, gerando mais alternativas.

A abordagem positiva deve ser bastante monitorada, pois pode acabar perdendo o foco real do resultado e trás fechamentos com base na subjetividade. Preste muita atenção no fornecedor positivo e tenha cautela para que o fornecedor não utilize esta postura para te manipular.

NEGOCIADOR NEGATIVO

inteligencia emocional

Fonte: projectlifemastery.com

O negociador negativo:

  • Muni a negociação com sentimentos de raiva, impaciência, indignação e ódio
  • Tentar coagir a outra parte a ceder às suas exigências
  • Trás pessimismo para conseguir vantagens para si

É um modelo que funciona algumas vezes pois trás insegurança para o relacionamento e fornecedores acabam acatando opções para evitar conflitos.

Quando a expressão negativa soa real, o comportamento do negociador afeta a relação que mantém com a outra parte, levando muitas vezes à retaliação, o que resulta no conflito e em negociações pouco produtivas.

Se preocupe quando tomar este tipo de papel negativo, pois pode gerar algum resultado no curto prazo, mas compromete de forma significativa o relacionamento com o fornecedor e parcerias futuras.

Em um ambiente comercial o relacionamento conta muito para resultados favoráveis ano a ano.

COMO IDENTIFICAR OS TIPOS DE NEGOCIADORES

LieToMe_Rolex1

Fonte: watchesinmovies.info

Identificar que tipo de negociador é seu fornecedor o ajuda a determinar um contra-ataque e se preparar psicologicamente. Partindo do principio que, como comprador, você busca melhores custos, melhor qualidade, melhor serviço e sustentabilidade da cadeia de fornecimento é essencial trabalhar com inteligencia sua inteligência emocional na mesa de negociação trazendo percepções que o orientem para saber se você esta ou não no caminho certo.

Uma reunião bem sucedida é ter o fornecedor cooperando contigo, engajado em lhe ajudar.

Existem três habilidades que você, como comprador, deve exaustivamente treinar:

  • Linguagem corporal do fornecedor (Body Language)
    • Capacidade de avaliar linguagem corporal do seu fornecedor
  • Auto-Controle Emocional
    • Capacidade de se auto conhecer, dominando suas emoções e linguagens corporais
  • Capacidade de resolver problemas
    • Capacidade de fomentar motivação em busca de alternativas

LINGUAGEM CORPORAL

A capacidade ou o talento de analisar a linguagem corporal das pessoas é a possibilidade de saber a intenção real das pessoas, é dominar o que elas pensam e, principalmente saber o que estão sentindo.

inteligencia emocional

Fonte: coe-onlinetrainingcourses.com

Tentar ler uma pessoa por completo é uma tarefa quase impossível, é uma tarefa para pessoas muito talentosas, uma vez que em poucos segundos emitimos milhares de microexpressões que podem, se avaliadas de forma errada.

Sugerirmos assistir a série Lie to Me, para entender um pouco mais sobre leitura corporal.

Ter uma noção sobre a linguagem corporal trazer uma pequena vantagem a nosso favor durante as negociações:

  • Muitas vezes as pessoas deixam outras expectativas e vontades de lado, ou não mencionam sobre elas.
  • Usar a linguagem corporal permite entender um pouco mais o que se passa com os fornecedores
  • Negociação não é apenas sobre algo que você diz, há uma grande quantidade de informações valiosas escondidas nos gestos e expressões faciais do fornecedor.

Em uma negociação comercial de sucesso, você deve ter três preocupações básicas:

  • Preparar-se muito bem para as possibilidades na mesa de negociação
  • Ter auto-controle e definir claramente seu papel como negociador
    • Lembre-se de assumir: Negociador Racional, Negociador Positivo, Negociador Negativo
  • Dedicar atenção para identificar comportamentos emocionais do fornecedor
    • Identifique medos, preocupações, engajamento, desconforto e ansiedades.

A leitura da linguagem corporal o ajudará a se manter firme ou não no papel escolhido de negociador e o ajudará a analisar seus fornecedor, lhe dando um vantagem na mesa de negociação.

mulherzinhas12

Algumas questões recorrentes, quando se fala de linguagem corporal (Body Language):

  • Como estão dispostos os braços e pernas do fornecedor ?
  • Qual é a posição da sua cabeça enquanto escuta o fornecedor falar?
  • Como esta sua postura na cadeira?
  • Como esta sua expressão facial quando o fornecedor fala?

Algumas técnicas rápidas podem melhorar suas habilidades de identificar distorções emocionais:

  • Perceba a posição do cotovelos
  • Perceba a inclinação da cabeça
  • Ofereça um café de forma oportuna
  • Perceba as posições das pernas
  • Perceba como os dedos interagem

POSIÇÃO DOS COTOVELOS

A posição dos cotovelos apoiados nos braços da cadeira transmite: poder e integridade.

Braços caídos para dentro, em contra-partida, transmite: insegurança e nervosismo.

Procure identificar quando o fornecedor desapoia os cotovelos e tente sempre que possível se posicionar desta forma, mas cuidado para não soar arrogância.

Se você precisa mostrar força, você pode apoiar os cotovelos, mas não use se você está tentando ganhar a confiança da pessoa ou se conectar com ela no mesmo nível.

INCLINAÇÃO DA CABEÇA

A cabeça inclinada levemente para um dos lados, transmite calma, inspirando confiança.

Quando o fornecedor estiver falando, procure inclinar a cabeça, principalmente se você busca ser um negociador positivo. A cabeça inclinada trará maior percepção de parceria e engajamento em buscar uma solução.

OFEREÇA UM CAFÉ

Oferecer um café é uma ótima tática para sondar como vai a recepção das suas propostas e ideias.

Depois que o fornecedor deu o primeiro gole é importante perceber como ele posiciona a xícara, procure ficar a frente do fornecedor para ter uma percepção mais assertiva.

Observe os seguintes movimentos:

  • Se o fornecedor estiver hesitante ou inseguro
    • Ele colocará o objeto na frente do corpo
    • Ele possivelmente colocará o braço formando uma barreira
  • Se o fornecedor estiver de acordo ou engajado
    • Ele colocará a xícara ao lado do corpo, sem fechar o espaço entre vocês
    • Ele deixará o caminho entre você e ele livre

POSICIONAMENTO DAS PERNAS

Em uma negociação o posicionamento das pernas do fornecedor mostrarão suas intenções durante a negociação.

Preste atenção nas seguintes posições:

  • Pernas Cruzadas
    • É provável que o fornecedor esteja inseguro e reticente
    • É provável que ele tenha informações que não queira compartilhar
    • É provável que outras pessoas o estejam bloqueando
  • Pernas Abertas
    • O fornecedor está aberto ao diálogo
    • O fornecedor esta confortável e acredita dominar a conversa
    • Esta confiante com uma solução e busca resolver

OS DEDOS TAMBÉM FALAM

Negociadores que gesticulam com os dedos próximos geralmente são interpretadas como mais poderosos.

inteligencia emocional

Fonte: inc.com

As mãos podem orientar como esta sendo a conversa.

Mãos acima do nível do queixo:

  • Trazem a noção de pouca abertura para diálogo
  • Comprometem conexão e empatia
  • Trazem tensão para a reunião

Mão abaixo do nível do queixo:

  • Trazem mais abertura para diálogo
  • Facilitam a conexão e empatia
  • Proporcionam uma reunião mais aberta

QUEBRA GELO | REVERTENDO EM SITUAÇÃO TENSA

inteligencia emocional

Fonte: careersingovernment.com

Em muitos casos o fornecedor toma uma postura defensiva, é importante:

  • Você mudar o tom de voz
  • Mudar sua posição na mesa
  • Tirar o foco do que esta sendo tratado por um tempo
  • Peça ao fornecedor para segurar algo não relacionado ao assunto, como sugestão:
    • um folder ou relatório (fale sobre o conteúdo do folder)
    • um objeto de decoração (fale sobre este obejto)
    • um copo d´água (traga outro assunto enquanto o fornecedor bebe a água)

Você percebe uma postura defensiva pela seguinte postura do fornecedor:

  • Pernas Cruzadas
  • Recostando na cadeira
  • Braços Cruzados

AUTO-CONTOLE DE UM BOM NEGOCIADOR

Portrait of an angry businessman yelling at phone

Fonte: 48days.com

Saber somente analisar seus fornecedor de nada valem se você não consegue controlar-se emocionalmente. É essencial que você se desenvolva para estar sempre tranquilo e equilibrado, principalmente em negociações que você sabe que serão bastante tensa ou que existe uma possibilidade de virada de jogo.

Estas características abaixo farão você refletir se você tem auto-controle, pense como você interage com para uma das capacidades abaixo:

  • Capacidade de resolução de problemas
  • Capacidade de julgamento
  • Criatividade para remover obstáculos
  • Capacidade de pensar com clareza sob pressão
  • Capacidade de pensar com rapidez sob pressão
  • Capacidade de entender sua força na negociação
  • Capacidade de manter postura racional
  • Auto-controle, mesmo sobre adversidade

As emoções podem ser desconfortáveis. Controlá-las não significa ignorá-las ou reprimi-las, mas sim ser capaz de processá-las e responder a elas de modo saudável. 

Estas técnica são para você melhorar sua condição emocional a cada nova rodada de negociação. Tenha foco em você, no seu estado emocional, nas suas limitações emocionais e se prepare muito bem.

São 4 percepções que ampliarão sua capacidade de auto-controle, perceba as condições do seu corpo para entender seu estado emocional e trabalhe para mitigá-los.
Você em geral perde o controle quando:
  • Perde o Foco Emocional
    • Você planeja manter uma postura positiva e se vê com uma postura negativa
  • Respiração não é adequada
    • Você percebe que sua respiração esta ofegante ou muito rápida
  • Musculatura tensa
    • Você sente a musculatura não relaxada, principalmente no pescoço
  • Visão desorientada
    • Você perde contato visual, vendo-se olhando a esmo para outros lugares

FOCO EMOCIONAL

É fácil ser carregado pela emoção e reagir de modo indesejado. Caso sinta estar entrando em uma espiral de reações incontroláveis, afaste-se do que está ocorrendo e foque-se nas sensações físicas. Isso pode ajudá-lo a “distrair” a mente e mantê-la no presente, evitando que seja sobrecarregada.

inteligencia

Fonte: bayanmall.org

Algumas dicas:

  • Treinar seu o cérebro para se focar no momento atual, esqueça percepções de resultados e problemas externos
  • Reconheça suas sensações emocionais, após isso aceite-as ou elimine-as
  • Pare e foque-se, peça para sair da sala de reunião, isso ajudará o cérebro a processar essas informações de modo mais eficaz, fazendo com que você se sinta menos sobrecarregado pelas emoções

CONTROLE E PERCEPÇÃO DA RESPIRAÇÃO

Quando seu corpo apresentar emoções intensas, ele pode entrar no modo de “combate ou fuga”. É importante você perceber sua respiração, pois se estiver muito ofegante é sinal que você esta sentindo acuado ou com medo. Para manter o controle emocional controle sua respiração.

Algumas dicas:

  • Coloque uma mão no peito e a outra no abdome, logo abaixo da caixa torácica. Inspire lentamente e profundamente pelo nariz por quatro segundos.
  • Prenda a respiração por um ou dois segundos e libere-a lentamente pela boca.

TENSÃO E RELAXAMENTO MUSCULAR

Tensão muscular é um mal sinal, mostra total desconforto e, que o fornecedor esta tomando conta da reunião. Também pode ser um desconforto externo, como um problema pessoal ou outro assunto mais crítico. Perceba isso.

Algumas dicas:

  • Procure focar no momento e na reunião, deixe outros problemas de lado, se não for possível cancele a reunião.
  • Procure um ambiente quieto e relaxante em que possa ficar sozinho por quinze minutos.
  • Sente-se e fique confortável. Solte quaisquer roupas apertadas e respire profundamente.

CONTROLE E FOCO VISUAL

Uma experiência visual relaxante pode ajudar algumas pessoas a controlar as respostas emocionais imediatas. Dominar a visão requer um pouco de tempo e prática, mas essa técnica pode ser útil para transformar momentos estressantes em momentos com os quais se sente confiante em lidar.

Algumas dicas:

  • Escolha seu “lugar seguro”, que pode ser uma praia, um spa, um templo ou seu quarto. O importante é escolher um local onde se sinta seguro e relaxado.
  • Feche os olhos e imagine o lugar com o máximo possível de detalhes.
    • Quais sons você ouve?
    • O que vê?
    • Que cheiros sente?
    • Quais texturas sente?
  • Respire lenta e uniformemente. Caso sinta a tensão no corpo, utilize as técnicas de relaxamento muscular progressivo ensinadas acima ou chacoalhe os membros para relaxá-los.

IMPORTANTE SOBRE AUTO CONTROLE

Procure saber tudo sobre você, pois assim aprenderá mais sobre suas emoções e descobrirá a melhor forma de administrá-las. Além disso, o autoconhecimento é um ótimo exercício de bem-estar, sendo fundamental para evitar o florescimento de sentimentos como:

  • Baixa autoestima
  • Ansiedade
  • Frustração
  • Instabilidade emocional
  • Inquietude

Estes sentimentos são destruidores para uma negociação, deixando qualquer negociador vulnerável. E além de um mal resultado trará consequências psicológicas que se não forem tratadas podem ter efeitos comprometedores.



DISNEY | STRATEGIC SOURCING COMO PARTE DO SHOW

A Disney é campeã em super produções, mas existe um grande faturamento por trás das grandes produções que dependem significativamente da velocidade, disciplina, competência e criatividade do time de Compras.

A cada novo lançamento, existe uma gama de variedade de souvenires, brinquedos e acessórios que alimentam as milhares de lojas no mundo inteiro. Em um filme ou desenho de sucesso a demanda é ainda maior e a reposição deve ser espetacular para que a Disney não deixe nenhum cliente desapontado.

Imagem Link: starwars.com

A Disney é uma empresa de entretenimento mundial, diversificando suas atividades em quatro principais segmentos de negócios:

  • Estúdio de Entretenimento
  • Parques & Resorts
  • Redes de Mídia
  • Produtos de Consumo

Strategic Sourcing possibilitou à Disney reduções anuais de U$300 Milhões, através da construção e integração de atividades, dedicando esforços para todas as unidades de negócios, como foco exclusivo em estabelecer valor para a Walt Disney Company.

A área de Strategic Sourcing oferece oportunidades para todos fornecedores, que são considerados parceiros neste modelo de negócio. A abordagem de parceria é projetada para a criação de uma relação mutuamente benéfica.
Os profissionais de Sourcing, dedicam atenção:
  •  às empresas de todos os tamanhos e capacidades,
  • aos fornecedores locais, regionais e de alcance global.
O grande difirencial do time de Strategic Sourcing da Disney é que todos estão focados no CLIENTE FINAL, tendo relações bem estreitas com vendas, clientes e revendedores.
A Disney investe continuamente em TECNOLOGIA e DIGITALIZAÇÃO, com o intuito de, cada vez mais, ser eficiente no processo de aquisição.
O relacionamento tecnológico com fornecedores se baseia em (ver E-PROCUREMENT):
  • Catálogos eletrônicos para maximizar o uso de fornecedores preferenciais, produtos e serviços
  • Pedido de compra eletrônico
  • Transações de fatura para minimizar custos
  • EDI
  • Pagamento eletrônico via depósito direto
  • Liquidação Recebíveis (ERS) para simplificação de Nota Fiscal e ordem de Compra
  • Pregão eletrônico para reduzir o tempo de ciclo e aumentar a consistência 
A Disney segue padrões elevados de qualidade, desta forma os fornecedores que trabalham com a Disney tem que antes de tudo entender:
  • Entendimento claro do negócio da empresa
  • O impacto de uma falha e uma não qualidade ao CLIENTE FINAL e a MARCA, 

Profissionais de compras da Disney dedicam também atenção e respeito a Gestão de Fornecimento Código de Ética e seguem alguns critérios extremamente importantes, como:

  • Preço
  • Qualidade
  • Tempo de Entrega
  • Comunicação
  • Integridade
  • Competência Técnica
  • Proteção Ambiental
  • Cumprimento do Código de Conduta 
  • Estabilidade financeira
  • Entender o negócio da disney e seus riscos 

DISNEY | VISÃO DE UM TIME DE STRATEGIC SOURCIN

Algumas mensagens bem importantes do vídeo:

  • Procurement é um “conector de pontos”: significa que com Strategic Sourcing é possível desenhar um Supply Chain para anteder o que o cliente realmente quer
  • Procurement integra todas as empresas da Disney: significa que uma única área de Compras integra serviços para todos os negócios da empresa, trazendo mais sinergia e resultado
  • Procurement auxilia no entendimento do mercado: significa que Procurement busca que Stakeholder e Fornecedores entendam o mercado que atuam e, busquem cada vez mais ações que atendem a Disney

SUPPLY CHAIN INTEGRADO | STRATEGIC SOURCING

Para a Disney Compras e Logística são áreas integradas: todos tem um foco único, o CLIENTE. Esta sinergia traz:

  • Mais Agilidade
  • Mais integração
  • Menores custos
  • Maior foco
  • Melhor Qualidade
  • Melhores Produtos

disney

Link Imagem: reuters.com

A área de Strategic Sourcing ou Supply Chain Integrado da Disney divide-se nos seguintes Clusters:

  • Sourcing & Procurement
  • Retail Sourcing
  • Logistica
  • Product Integrity
  • Custom Trade Management
  • International Labor Standards
  • Supplier Diversity

SOURCING & PROCUREMENT

Com +300 profissionais de Procurement & Sourcing em todo o mundo, focados em colaborar para todos os segmentos. Existem equipes para:

  • Gerenciar o Relacionamento com os fornecedores ativamente
  • Explorar o potencial inovador da base de fornecimento
  • Aumentar a sustentabilidade da cadeia de suprimentos
  • Aumentar o valor do produto ou serviço ao cliente, gerando maiores receita

RETAIL SOURCING

Retail Sourcing é a área que dedica atenção em terceirizar os produtos Disney globalmente para:

  • Disney Store
  • Walt Disney Parks and Resorts
  • Parceiros de atacado

A equipe dedica esforços para:

  • Perseguir continuamente o menor TCO (veja TCO)
  • Garantir a marca única Disney (qualidade, produtos e valor)

LOGISTICA

A equipe de Logística conta com consultores internos para identificar e implementar as eficiências continuamente. Dedicam esforços a iniciativas que influenciem o “botton line” do resultado (veja METAS) .

Estratégicamente a equipe tem visão de ponta a ponta e, tem responsabilidade por coordenar os serviços da origem até seu destino final, tudo isso globalmente.

PRODUCT INTEGRITY 

disneyLink Imagem: albertaretail.blogspot.com.br

A área de Strategic Sourcing também tem um time com know-how e aplicações de engenharia, onde o foco é preservar a marca Disney, garantindo:

  • Qualidade dos produtos
  • Segurança aos produtos
  • Inovação dos produtos

Esta atenção garante que haja uma percepção de valor aos produtos que levam os personagens, marcas e propriedade intelectual da The Walt Disney Company e suas empresas afiliadas.

CUSTOM TRADE MANAGEMENT

A equipe de Custom Trade Management tem uma atuação bastante distinta, ela atua como um “HUB” para as atividades legais, regulamentares e relacionados à conformidade para todas as operações da cadeia de suprimentos Disney. 

O foco desta equipe é continuamente reduzir a complexidade e implementar de políticas empresariais e comerciais, buscando exaustivamente maior velocidade e otimização dos processos comerciais END-TO END (veja BCG).

INTERNATIONAL LABOR STANDARDS 

O time de ILS tem responsabilidade essencial ao Código de Conduta da Empresa, com atenção para que os locais de trabalho da cadeia de suprimento sejam:

  • Seguros
  • Inclusivos
  • Respeitosos

Com um Código de Conduta Global, através de auditorias e ações de melhoria a empresa garante um valor agregado diferenciado.

SUPPLIER DIVERSITY

disney_supplierdiversity

Link Imagem: regonline.com

Dentro da área de Strategic Sourcing e Supply Chain Integrado existe uma área que tem dedicação exclusiva à diversidade, esta equipe atua e promove iniciativas que tenham um impacto econômico inclusivo.

Com atenção especial à diversidade na base de fornecedores, premiando de forma coerente parceiros que trazem iniciativas que influenciam os clientes e a comunidade. Esta ação além de agregar valor à marca agrega muito valor a sociedade.



COMMODITIES |  BIG DATA E INTELIGÊNCIA DE MERCADO A FAVOR DE COMPRAS

O acompanhamento das commodities através da evolução de custos dos seus produtos é uma forma sistemática e financeira de acompanhar uma carteira de compras.

Identificar riscos e impactos totais é uma questão crucial para antecipar ações de Compras e Financeiras (Hedge). A visibilidade das tendências possibilita estratégias robustas e preparação avançada para os desafios imposto pelo mercado.

 


Se você não conhece as commodities que regem o produto que você compra, você não tem estratégia.


Este assunto de commodities é tão sério, mas tão sério que para um comprador que não conhece as principais commodities que regem seus produtos é bem possível que não haja estratégia e a empresa esta em risco, tanto não tento os melhores resultados como receber notícias não evidenciadas de forma desapercebida. (veja METAS EM COMPRAS)

Commodities como:

  • Aço
  • Petróleo e derivados
  • Cobre
  • Alumínio
  • Prata
  • Açucar
  • Milho
  • Café

Os preços destas commodities são direcionadas pelo mercado, é o jogo de oferta vs. demanda que regulariza os preços (ponto de equilíbrio). Um comprador tem a obrigação de identificar, entender e incorporar o impacto das commodities no dia a dia da sua carteira.

Uma empresa precisa de previsibilidade e, construções de estratégias robustas para mitigar ou flexibilizar os impactos das commodities é uma atividade que deveria ser dada extrema atenção no dia a dia da área de compras.

commodities

Fonte Imagem: casinopounds.co.uk

COST BREAK DOWN | DOMINE INTERNAMENTE SEUS PRODUTOS COMPRADOS

A primeira ação é identificar as commodities que compõe um determinado produto, deste um parafuso até um sistema complexo é necessário identificar os drivers que podem impactar tanto negativamente como positivamente tal produto. Significa:

  • Se as commodities que regem os produtos sofrerem QUEDA é obrigação do comprador renegociar melhores preços
  • Se as commodities que regem os produtos sofrerem ALTA é importante entender e negociar os valores mais justos possíveis, além de ter estratégias de contingência que mitigam impactos relevantes.

No caso  de um produto “BLACKBOX” é possível fazer um TearDown. 

Teardown nada mais é que desmontar item a item do produto BLACKBOX e classificar de forma ordenada cada commodity que o compõe e, as tecnologias empregadas.

Alguns exemplos:

Na INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

  • O pneu é derivado da commodity BORRACHA
  • O lataria é derivada da commodity AÇO
  • O painel interno é derivado da commodity POLIPROPILENO

Na INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

  • O frango é derivado da commodity MILHO
  • O refrigerante é derivado da commodity AÇUCAR
  • O pão o é derivado da commodity TRIGO

Na CONSTRUÇÃO CIVIL

  • A estrutura metálica é derivada da commodity AÇO
  • O piso laminado é derivado da commodity MADEIRA
  • As esquadrias de alumínio são derivadas da commodity ALUMÍNIO

É possível considerar a principal commodity ou considerar um cost breakdown com diversas commodities, isso dependerá do nível de precisão que você busca na sua carteira e a complexidade que você consegue gerenciar.

Outros exemplos, agora com mais complexidade e commodities:

Na INDÚSTRIA AUTOMOBILISTICA

  • Alternador
    • Cobre
    • Gusa
    • Aço

Na INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

  • Pizza Congelada
    • Leite
    • Trigo
    • Tomate

Na CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Interruptor Elétrico
    • Plásticos
    • Cobre
    • Aço

O detalhamento dos produtos deixa sua análise mais precisa e aplicável, porém gera complexidade operacional.

Trabalhe com mais detalhamento em produtos que representam uma fatia importante do seu SPEND e, com mais simplificação nos itens com menor SPEND. A idéia de acompanhar as commodities não é precisão e acuracidade, mas direcionamento e antecipação estratégica (veja KRALJIC).

Colocar inteligência na evolução de custos possibilita:

  • Tomada de decisões mais assertivas
  • Estratégias muito mais robustas e proativas

PONTO DE EQUILÍBRIO | QUAL SERÁ O PREÇOS DO SEU PRODUTO AMANHÃ?

Qual será o preço do seu produto amanhã é a pergunta de U$1.000.000, os preços futuros de compras são incertos e dependem de muitas variáveis, muitas tendências, dinâmicas de mercado e da atuação do comprador e negociador (veja BATNA), um bom comprador entende as tendências e, se prepara para mitigá-las com competitividade (veja KRALJIC) ou com alavancagem (veja TEORIA DOS JOGOS).

Um comprador precisa estar sempre a frente das tendências de mercado, por isso entender conceitos que podem mexer no ponto de equilíbrio das suas commodities é crucial. De nada adianta uma estratégia sem ações proativas que possibilitem aproveitar ao máximo uma BAIXA de commodities, assim como para mitigar ao máximo uma ALTA de commodities.


E reatividade na construção de uma estratégia é danosa e, prejuízos certo acontecerão, esteja à frente.


O ponto de equilíbrio:

  • É a relação entre oferta vs. demanda,
  • É a relação entre capacidade instalada vs. demanda de mercado.

Quanto maior for a demanda por um produto e menor a oferta, e fato que o preço irá AUMENTAR, é o mercado buscando equilíbrio.

Exemplo em apartamentos na praia:

  • No inverno tem pouca demanda, então os preço BAIXAM
  • No verão a demanda alta, então os preços AUMENTAM

Como a disponibilidade de apartamentos (capacidade) é a mesma, o mercado trabalha com o PREÇO para equilibra demanda e ter maiores ganhos ou recuperar perdas na BAIXA.

commodities

Fonte Imagem: wisegeek.com

VIDEO | OFERTA E DEMANDA

Entender Oferta vs. Demanda das commodities dos seus produtos é algo bastante sério. É importante que um comprador estratégico tenha consciência dos movimentos de mercado que impactarão sua carteira.

Para isso é importante sempre fazer-se perguntas básicas como estas abaixo:

  • Se o demanda de petróleo CAIR, como isso afeta minha carteira?
  • Se o consumo (demanda) na China CAIR, como isso afeta minha carteira?
  • Se o frete marítimo REDUZIR capacidade (oferta), como isso afeta minha carteira?
  • Se grande fundições de aço FECHAREM (oferta), como isso afeta minha carteira?

Veja este vídeo fantástico da Bloomberg, nele é possível entender uma tendência possível do mercado automotivo e, o impacto na commodity de petróleo. Eu te pergunto, se isso realmente acontecer, qual o impacto na sua carteira de compras?

COMPOSITE INDEX | EQUACIOANDO SUA CARTEIRA PARA AVALIAR IMPACTO DAS COMMODITIES

Composite index é um agrupamento índices combinados de forma padronizada, proporcionando uma medida estatística útil e única de desempenho da carteira de compras.

Em geral, composite index contempla os diversos drivers de um determinado produtos e, seus efeitos em um único índice, também é possível, consolidar um índice para diversas carteira, para uma categoria, para uma empresa.

A vantagem do composite index é a possibilidade de antecipar a pressão de mercado (veja METAS) e, definir ações consistentes de mitigação ou antecipação.

Por exemplo, um motor de carro tem as seguintes commodities:

  • Aço
  • Ferro Fundido
  • Alumínio
  • Óleo
  • Plástico
  • Mão de Obra

O % médio de participação cada uma destas categorias, por exemplo:

  • Aço = 22%
  • Ferro Fundido = 14%
  • Alumínio = 6%
  • Óleo = 2%
  • Plástico = 3%
  • Mão de Obra = 34%
  • Outros (Margem, depreciação) = 19%

O resultado entre a relação do % de participação vs. o impacto das commodities é o seu composite:

  • Aço = 22% x driver aço
  • Ferro Fundido = 14% x driver pig iron
  • Alumínio = 6% x driver alumínio
  • Óleo = 2% x driver óleo
  • Plástico = 3% x driver resina
  • Mão de Obra = 34% x driver inflacão
  • Outros (Margem, depreciação) = 19% (sem impacto por driver de mercado)

Hipoteticamente, para chegarmos a um resultado de composite index consideraremos:

  • Driver aço = -2%
  • Driver pig iron = -3,5%
  • Driver alumínio = -11%
  • Driver óleo = -4,5%
  • Driver resina = -1%
  • Driver inflacão = +7%

Neste caso temos as seguintes equações:

  • Aço = 22% x -2% = -0,4%
  • Ferro Fundido = 14% x -3,5% = -0,5%
  • Alumínio = 6% x -11% = -0,7%
  • Óleo = 2% x -4,5% = –0,1%
  • Plástico = 3% x -1% = 0%
  • Mão de Obra = 34% x +7% = +2,4%

O Motor nesta caso sofre uma pressão de mercado, e tem um composite index = +0,7%

Sabendo que tem +0,7% de composite index, é válido pergunta:

  • Qual seria sua estratégia neste contexto?
  • Qual o risco e potencial para mitigar o impacto do mercado?
  • Qual o nível de competitividade que possibilite alavancar-se com fornecedores?

HEDGE | RISCO E OPORTUNIDADE DE GERENCIAR E CONTROLAR AS COMMODITIES

Além de estratégias de compras, a empresa pode seguir políticas e estratégias econômicas para ter mais estabilidade em algumas carteiras. O HEDGE é uma destas ferramentas financeiras.

VIDEO | ENTENDA COMO FUNCIONA UM FUNDO DE HEDGE

HEDGE E MERCADO FUTURO

Muitas empresas e grandes investidores usam o mercado de opções para fazer HEDGE. É uma forma de garantir suas aplicações e protegê-las de eventuais volatilidades exageradas.

As empresas não podem abrir mão de seus objetivos principais, nem especular com aquilo que não está ligado diretamente aos seus fatores de produção e produtos. O HEDGE deve ser usado para estabilizar commodities ou mesmo câmbio para eventuais picos, principalmente se a empresa tem reserva de fluxo de caixa, porém o HEDGE mas não pode de forma alguma ser base de alavancagem de resultado.

Se uma empresa sai de sua atividade CORE para especular no mercado futuro, o acionista se desinteressa e a empresa fica com sua reputação abalada perante o mercado.

ALGUNS WEBSITES PARA ACOMPANHAMENTO DAS COMMODITIES

LME | LONDON METAL EXCHANGE

lme

Link: LME

IHS | CMAI

commodities

 

Link: IHS

SBB

commodities

Link: SBB

CRU

commodities

Link: CRU

ICIS

commodities

Link: ICIS

RISI

commodities

Link: RISI

BM&F BOVESPA

commodities

Link: BM&F BOVESPA

YAHOO FINANCE

commodities

Link: YAHOO FINANCE

ADVFN

commodities

Link: ADVFN

INVESTING.COM

commodities

Link: BR INVESTING

COST DRIVERS

commodities

Link: COST DRIVERS


RESUMO COMMODTITIES

  1. Identifique as principais commodities que você compra (COST BREAKDOWN)
  2. Avalie os mercados que negociam estas commodities e busque consultoria especializadas
  3. Controle e acompanhe as evoluções das commodities (BIG DATA)
  4. Incorpore o acompanhamento das commodities a sua estratégia de compras (METAS)
  5. Torne-se um comprador estratégico entendendo e acompanhando tendências proativamente

 



TESLA | O CARRO ELÉTRICO VAI MUDAR O MERCADO AUTOMOBILÍSTICO?

A TESLA no mínimo merece nossa atenção, é uma empresa que desafia o mercado automobilístico convencional.

A TESLA tem um conceito de marca com alguns atrativos:

  • Design externo atraente
  • Design interno arrojado e inovador
  • Modelo de negócio inovador
  • Benefícios Governamentais
  • Conceito de Carro Elétrico Econômico
  • Conceito de Carro Elétrico Potente

O confronto contra o carro a combustão é algo disruptivo, a empresa esta desafiando grandes marcas e, vencendo algumas batalha, tendo hoje fã assumidos.

área de compras deverá ter um grande papel, no auxilio a ajudar a marca a prevalecer, buscando custos mais atraentes e maior fatia do mercado. Não é uma tarefa fácil.

 

tesla

Link Imagem: automobilemag.com

PRODUTOS TESLA e MERCADO

TESLA vs. CARRO À COMBUSTÃO

A TESLA demostra vantagens perante alguns competidores, mas ainda compete em uma fatia ínfima do mercado, o modelos de esportivos de luxo.

Veja abaixo uma prova de arranque e velocidade contra um Audi R8 (Volkwagen- a maior empresa automobilista do mundo)

VEJA ESTE VIDEO | TESLA X x AUDI R8
  • 1o a perspectiva do Audi 
  • 2o a perspectiva do Tesla


O que achou, interessando em saber mais sobre a empresa TESLA?


MERCADO AUTOMOBILÍSTICO CONVENCIONAL | COMPRAS

Antes de falar sobre a TESLA é importante nos sintonizarmos do tamanho do mercado automobilístico.

O Mercado automobilístico é uma mercado gigantesco, com aproximadamente 61M de carros vendidos anualmente em todo o mundo, com movimentação financeira total anual estimada de U$3 Trilhões. As 10 principais montadoras do mundo tem faturamentos maiores que muitos países. E a TESLA é uma “formiguinha” perto de uma gigante como a Volkswagen.

Veja o Ranking (% do mercado mundial e carros fabricados anualmente)

  1. Volkswagen: 17% (10 M carros)
  2. Toyota: 15% (9 M carros)
  3. GM: 13% (8 M carros)
  4. Hyundai: 11% (6,5 M carros)
  5. Ford: 10% (6 M carros)
  6. Nissan: 9% (5,5 M carros)
  7. Honda: 8% (5 M carros)
  8. Fiat: 7% (4,5 M carros)
  9. Peugeot: 5% (3 M carros)
  10. Suzuki: 5% (3 M carros)

TESLA: 70k carros (0,01%)


A TESLA com produção anual de não mais de 70.000 carros interessa investidores e, preocupa as gigantes do mercado automobilístico. Por que?


A TESLA desafia o status-quo e, traz uma nova visão para este mercado convencional, mas multi-bilionário. Com possibilidade imensuráveis de criar um novo mercado.

Entenda a abordagem do carro elétrico e a oportunidade nas mãos da TESLA.

NÃO É SOMENTE A TESLA QUE TEM CARRO ELÉTRICO, MAS SOMENTE ELA TEM “O” CARRO ELÉTRICO

tesla

Link Imagem: businessinsider.com

PONTO DE VISTA DE COMPRAS & SUPPLY CHAIN

BASE DE FORNECIMENTO | TESLA vs VOLKSWAGEM

FORNECEDORES TESLA

tesla

Link Imagem: moneymorning.com

TESLA conta com fornecedores especializados do mercado automobilístico.

Provavelmente pelo seu baixo volume é necessário pagar seguramente um custo mais alto que as líderes de mercado (VW, Toyota e GM), isso impactará na competitividade do carro.

Alguns Fornecedores da TESLA:

  • Panasonic
  • Magna
  • ZF
  • Zanini
  • Inteva
  • Valeo
  • Koyo
  • Sika
  • SKF
  • ThyssenKrupp
  • Bosch
  • Dow
  • Hitachi
  • Argent

FORNECEDORES VOLWAGEN AUDI

tesla

Link Imagem: autonews

O veículo Audi não tem um volume impressionante, a Volkswagen com seus 10M/ano de veículos na totalidade tem uma escala invejável, que possibilita direcionar -se a diversos mercados e, adquirindo produtos à preços bem mais competitivos que outros players como menor poder de volume.

A área de compras possibilita custo melhores e, consequentemente margens mais atrativas.

O poder da sinergia e integração das empresa na área de compras pode ser melhor entendido com a DISNEY, clique aqui.

Alguns Fornecedores da Volkswagem:

  • Delphi
  • Faurecia
  • Bosch
  • Alcoa
  • Autoliv
  • TRW
  • Magna
  • Ina
  • ZF
  • Brose
  • Guardian
  • Grammer
  • Peguform
  • AAM

STRATEGIC SOURCING  | FAZENDO UMA ANALISE PRELIMINAR DA TESLA

Considerando o cenário desfavorável da TESLA, no ponto de vista de Compras & Supply Chain, é importante que seja construída uma estratégia que possibilite no futuro a TESLA competir com os gigantes, isso porque hoje ela detém a tecnologia e, se não se posicionar rapidamente a concorrência pode engoli-la.

Iremos utilizar para esta análise a Metodologia da Procuremet Academy para Excelência Operacional.

Conheça mais sobre a Metodologia, clique aqui.

metodologia

 


Para ter êxito na construção de resultados, identificamos que é necessário somente três aspectos básicos.

  1. Definir uma meta ambiciosa e, atingível
  2. Desenhar uma estratégia robusta, executável e que conecte-se com a meta
  3. Executar com disciplina, priorização e foco, alinhado com a estratégia e mirando o atingimento da meta.

No Case da TESLA, sugerimos 3 ferramentas para cada aspecto básico e, demostramos cada uma delas aplicável no contexto apresentado.

  • Meta: Posicionar de forma sustentável a marca TESLA no mercado (veja BCG)
  • Estratégia: Mitigar riscos e definir grande focos no Fornecimento para um melhor posicionamento de mercado (veja KRALJIC)
  • Execução: Identificar riscos, “roadblocks” e foco de execução (veja 5 FORCES)

META | MATRIZ BCG | ANÁLISE DO PRODUTOS


A Matriz BCG foi tratada um um posto anterior, clique aqui, para conhecer mais esta ferramenta.


Os veículos da TESLA hoje tem aceitação do mercado, mas ainda muito limitado ao mercado americano, para um grupo seleto de pessoas.

O plano é trazer seus carros para um quadrante ESTRELA, onde existe uma possibilidade significativa de crescimento de mercado (carro elétrico e sustentável) e, onde a participação da TESLA pode ser majoritária dada sua tecnologia diferenciada.

Alguns concorrentes também tem oportunidade de tornar-se ESTRELA, pois estão inclusos no mercado do carro elétrico, enquanto outros por tratar-se de carros a combustão podem ter sérios disco de entrarem em quadrantes nos DOGS.

bcg-tesla

ESTRATÉGIA | KRALJIC | POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO DE FORNECIMENTO


A Matriz KRALJIC foi tratada um posto anterior, clique aqui, para conhecer mais esta ferramenta.


Por ter pouca escala, a TESLA não é um cliente atrativo para muitos fornecedores, para ser atrativo possivelmente deve pagar custo superiores. Isso a coloca em um contexto onde não tem alavancagem com seus fornecedor e precisa trabalhar um um ambiente de aliança, de longo prazo e de parceria.

Seus componentes mais importantes estão posicionados no quadrante estratégico, que tem alto risco de impacto no resultado e de alto risco de fornecimento. Logo, a parceria deve ser urgentemente firmada com a devida atratividade da TESLA, tornando-se um grande futuro no mercado automobilístico.

A categoria mais importante, o Motor / Chassi, que é Core Business da TESLA são a prioridade máxima. Adicionalmente demais categorias devem ser trabalhadas, mas com níveis diferenciados de priorização.

kraljic

CATEGORIA DE MOTOR/CHASSI | MÁXIMA PRIORIDADE | BATERIA LITHIUM-ION

A tecnologia de baterias Lithium-Ion atrelada a tecnologia s de motores elétricos é o grande diferencial tecnológico e, deve ser também a categoria melhor trabalhada na área de Compras & Supply Chain. É importante nesta categoria:

  • Ter controle mais apurado sobre os custos deste produto
  • Deve ter capacidade instalada para suportar crescimento do mercado que um quadrante ESTRELA oferece
  • Deve ter um fornecimento seguro (qualidade e logística) e forte (fornecedor)

TEARDOWN | CONHEÇA O MOTOR E CHASSI DA TESLA

Para um carro TESLA milhares de baterias de Lithium-Ion são necessárias para garantir a performance dos seu motores, por exemplo:

  • Para um Tesla de 85 kWh são necessários 16 módulos de 444 células de baterias, o que consiste em 7.104 baterias de Lithium-Ion
  • Para um Tesla de 60 kWh são necessários 14 módulos de 384 células de baterias, o que consiste em 5,376 baterias de Lithium-Ion

 

BASE DE FORNECIMENTO DE BATERIAS LITHIUM-ION

Atualmente a capacidade instalada mundial de plantas de fabricação de bateria de Lithium-ion é de 35 GkWh. Grande parte desta capacidade são para o mercado de bateria recarregáveis, aquelas que utilizamos em nosso aparelhos eletrônicos, como vídeo game. 35 GWh é a capacidade instalada para fazer bateria para 530.000 carros de 66 kWh.

Para substituir a demanda de 61M de carros a combustão é necessária uma capacidade instalada 110x maior que a que existe atualmente.

O market share é composto por poucos players, porém novos players aparecerão com a consolidação deste novos mercado automobilístico.

  • Panasonic: 40%
  • LG Chem: 10%
  • Samsung SDI: 5%
  • Others: 45%

EXECUÇÃO | 5 FORCES | EXECUTANDO UMA ABORDAGEM AO MERCADO FORNECEDOR


5 FORCES foi tratado um um posto anterior, clique aqui, para conhecer mais esta ferramenta.


Com a construção de mais capacidade instalada, menores serão os custos das baterias e mais baratos serão os carros elétrico. Ganhando escala a TESLA pode dedicas esforços estratégicos à outras categorias, potencializando ainda mais seu resultado.

O modelo de Vantagem Competitiva de Porter (5 FORCES) dará o direcionamento adequado nesta categoria, possibilitando a direcionamento adequado para a categoria de baterias de Lithium-Ion da TESLA.

 

5force

 

No modelo de Porter (5 FORCES), existem alguns insights:

  • A capacidade instalada é um barreira e como o preço não regulado é importante buscar investimento focados nesta tecnologia.
  • A TESLA como cliente tem um tecnologia diferenciada, que interessa fornecedores. Podendo usar o futuro para motivo de engajamento do mercado.
  • Existem fornecedores consolidados como a PANASONIC que tem tecnologia disponível para a aplicação da TESLA.
  • Existe um outro conceito de bateria (Na-Ion) que pode ser uma substituta da bateria de Lithium-Ion no futuro. Importante ter flexibilidade para migrar para esta nova tecnologia.

RESULTADO | IMPLEMENTAÇÃO DO STRATEGIC SOURCING | GIGAFACTORY

Para os próximos 4-5 anos a TESLA tem grande possibilidade de minimizar seus custos através de duas ações de EXECUÇÕES bastante atrativas:

  • Ampliar sua capacidade de fabricação de carros de 70k para 500k, é um salto de 7x se tamanho, possibilitando interesse do investidores, com isso reduzindo seus custos de produção.
  • Implementar proposta de relacionamento/parceria entre TESLA e PANASONIC através de uma Joint-Venture chamada GigaFactory (Nevada. USA). Um investimento de U$ 5 Bi, com capacidade produtiva de 35 GWh/ano e, um grande passo para direcionar seu plano estratégico de escala e posicionamento de mercado.

GIGAFACTORY | IMPLEMENTAÇÃO EM: 2018

tesla

Link Imagem: tesla

O mercado também esta acreditando no boom do carro elétrico e, capacidades extras serão instaladas até 2021.

A expectativa é que exista capacidade instada 3x mais o que existe hoje, chegando a 125 GWh/ano.

li-ion-batteries-2020

Link Imagem: visualcapitalist.com

A TESLA (TSLA) vem de um aumento de faturamento gradativo anual :

  • 2013: U$2 Bi 
  • 2014: U$3 Bi
  • 2015: U$4 Bi

Porém com lucro líquido em degradação:

  • 2013: -U$74M
  • 2014: –U$294M
  • 2015: -U$888M

Para a TESLA, posicionar-se neste mercado automobilístico dependerá de escala, de metas ambiciosas, estratégia e excelência em execução. Isso será vital para sua sobrevivência.

Imagine você utilizando este conceito simplificado de STRATEGIC SOURCING em em sua empresa, na carteira de compras, na categoria, no fornecedor?

RESUMO


METODOLOGIA PROCUREMENT ACADEMY | TESLA

STRATEGIC SOURCING

  1. META: Aumentar escala para reduzir custo e posicionar o carros TESLA no quadrante ESTRELA
    • Carros mais baratos em um mercado potencial (carros elétricos)
  2. ESTRATÉGIA: Mitigar risco na categoria de motor/chassi, foco principal em baterias de Lithium-ion
    • Parceiras estratégicas com fornecedores
    • Aumento de capacidade instalada para reduzir custos por escala
    • Com escala haverá potencial para reduzir demais categorias
  3. EXECUÇÃO: Definição do parceiro ideal e a prioridade de investimento
    1. Identificado Panasonic como principal parceiro, pela tecnologia e escala
    2. Construção de Joint-Venture, GigaFactory, com capacidade de 35 GWh
    3. Com a instalação da planta haverá redução significativa dos custos
    4. Com redução de custos é esperado de TESLA avance de 70k/ano para algo próximo de 550k/ano